Loading...

terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Filme “Crepúsculo” não é totalmente fiel ao livro de Stephenie Meyer


Os fãs do livro “Crepúsculo”, escrito por Stephenie Meyer, não irão ver uma adaptação fiel do livro para as telas do cinema. Várias seqüências da obra não aparecem no filme ou foram alteradas.  Logo no início, quando Bella Swan (Kristen Stewart) recebe a caminhonete de presente de seu pai, é possível perceber um deslocamento da narrativa, pois no livro, Jacob (Taylor Lautner) não aparece nesta cena.  A decepção maior dos fãs, no entanto, pode ser justamente o momento em que Edward Cullen (Robert Pattinson) confirma para Bella que ele é um vampiro. No filme, a cena acontece na floresta, mas no livro o episódio se passa inteiramente dentro do carro de luxo do personagem.  A floresta é, na verdade, um marcador espacial de outra atmosfera da relação entre Bella e Edward: o amor e o carinho mútuo. Do ponto de vista narrativo, o carro, com sua velocidade, é o símbolo da tensão existente quando se descobre que o Edward é um sugador de sangue. A diretora Catherine Hardwicke não esteve atenta a este detalhe e reconstruiu uma das cenas mais aguardadas pelos leitores.  Problemas existem também para quem não tem a menor idéia sobre o que é “Crepúsculo”. O principal deles é a questão “de que lugar vem todo o dinheiro da família Cullen?”. O público do filme fica sem resposta, pois nunca imaginaria que os dotes de clarividência da vampira Alice (Ashley Greene) são usados para apostas certeiras na bolsa de valores.  Mais emoção  A versão cinematográfica de “Crepúsculo” escapa, em alguns momentos, da visão em primeira pessoa de Bella. As cenas sem a presença da personagem principal foram adicionadas para criar uma maior atmosfera de tensão – que falta em metade do livro.  Há flashs do bando do vampiro James (Cam Gigandet) caçando homens como a refeição do dia. Obviamente, tal seqüência não existe no livro, pois Bella nunca poderia saber de algo em que ela não estivesse presente.  Do mesmo modo, a cena final, em que Edward defende sua amada das presas do sanguinário James, é mostrada de um modo diferente daquela escrita por Stephenie Meyer. É possível ver todo o duelo, além das mordidas, arranhões e socos. Nada disso aparece na obra da autora americana.  Essa última cena é um dos acertos do filme, pois adiciona a carga de violência que falta na versão literária. O único erro é mostrar James sangrando, uma vez que vampiros não têm sangue.  Dessa forma, “Crepúsculo” não deverá agradar os fãs mais ortodoxos e pode servir apenas de diversão barata para aqueles que nunca leram os livros.

Um comentário:

  1. na verdade eu pensei no sangue de james e vi que aviam errado ,,mas o sangue que esta na boca dele nahum seria pelo fato de ele ter mordido bella/

    ResponderExcluir